Jim & Andy: The Great Beyond (2017)

Surpreendente em todos os níveis. O documentário dirigido por Chris Smith foi um tipo de domínio espiritual e surreal. Os bastidores do filme “O Mundo de Andy” (1999), do excelente diretor Milos Forman, mostrou de forma insana a relação do ator Jim Carrey com sua interpretação de Andy Kaufman. Adorei o filme de 1999 que, merecidamente, foi indicado a dois Globos de Ouro e acabou premiando Jim Carrey na categoria Melhor Ator em Comédia e Musical.

Por trás das câmeras de uma das produções mais subestimadas de todos os tempos, Jim & Andy nos leva intimamente para um ambiente verdadeiramente insano. Jim Carrey não representou Andy Kaufman. Na verdade, ele foi possuído por ele. Percebemos que o ator desaparece lentamente e Kaufman vai surgindo, de repente toma conta completamente de Jim Carrey e se isso foi intencional ou não, você vai decidir. Carrey entrou na produção em 1998 como um dos maiores astros do cinema com três grandes sucessos de bilheteria: O Máscara (1994), Ace Ventura (1994) e Débi & Loide (1994). Segundo o próprio ator, uma vidente teria dito que ele protagonizaria três grandes sucessos e nada mais daria errado depois disso. Aconteceu. Mas, talvez interpretar Andy Kaufman possa ter mudado sua vida completamente.

O enigmático Andy Kaufman quebrava todas as regras e suas piadas geralmente mais confundiam seu público do que os faziam rir. Era como se todos os dias lutasse com ele mesmo. O filme de 1999, nos levou a estes fatos da curta carreira de Andy e sua vida pessoal completamente louca. Chegando ao ponto de informar a todos sobre o câncer e acharem que era mais uma de suas piadas (até sua namorada demorou a acreditar).

Jim Carrey fez um verdadeiro estudo sobre seu grande ídolo e simplesmente se transformou em Andy. O ator sabia muito bem o que tinha nas mãos e estava disposto a se entregar completamente. A Universal Pictures colocou uma equipe para acompanhar Jim Carrey durante as filmagens e longe delas também. Mas, o resultado disso não foi muito esperado e o estúdio mandou engavetar tudo para proteger a imagem do ator. As gravações continuaram guardadas por quase 20 anos. Então, o que você vai assistir no documentário é uma edição de tudo isso com algumas cenas antigas de Andy Kaufman e o depoimento de Jim Carrey hoje, que não é o mesmo cara que transforma o próprio rosto com suas imitações impressionantes, e sim um homem maduro, de longa barba, verdadeiro, áspero e sensível ao mesmo tempo. Voluntariamente matou sua alma e deu o corpo não apenas para Andy Kaufman, mas para o lado mais assustador dele, Tony Clifton. Isso me deixou desconfortável ao ver os ótimos atores Danny DeVito e Paul Giamatti passando por situações realmente constrangedoras, além do próprio diretor Milos Forman que realmente precisou conviver com Andy. Aquele cara ali não era o Jim Carrey, pode apostar.

Em uma das cenas mais hilárias temos Jim Carrey irritando Jerry Lawler (lutador). Isso acaba tirando-o do sério e o lutador ataca o ator com uma chave no pescoço machucando-o de verdade, fazendo com que Jim seja levado ao hospital. Em um outro momento, Jim Carrey invade a Amblin Studios procurando Steven Spielberg na pele de Tony Clifton para lhe dizer pessoalmente que ele precisa voltar a fazer filmes como Tubarão.

Já assisti “O Mundo de Andy” várias vezes. Entretanto, o documentário é bem superior e sem dúvida o melhor que já assisti. O diretor Chris Smith e toda sua produção foram importantíssimos para a realização desta obra imperdível que mexe com todos os sentimentos.

“Em dado momento, quando você cria uma personalidade para ter sucesso, ou você vai ter que deixar a criação de lado e arriscar ser amado ou odiado por ser o que é, ou você vai ter que matar quem você é, e cair em sua cova se agarrando ao personagem que você nunca foi”, Jim Carrey.

Jim & Andy: The Great Beyond (2017). Dirigido por Chris Smith. No elenco: Jim Carrey, Danny DeVito, Paul Giamatti, Milos Forman, Arsenio Hall, Hugh Hefner, Andy Kaufman e Judd Hirsch. EUA/Canadá. Duração de 94 minutos. Disponível na Netflix.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.