Sobre

Fã da Sétima Arte disposto a analisar de forma sincera alguns filmes que tive a honra de assistir, não somente nos cinemas, mas, também em home video (entretenimento caseiro). Porém, a maior experiência sempre foi (e sempre será) nos cinemas. A grande tela, a empolgação do público, som, imagem, tudo em sincronia. Uma trilha marcante, como os clássicos de John Williams; efeitos especiais, maquiagem, direção acelerada em ritmo coreografado com a maestria de Robert Zemeckis e George Miller. As inesquecíveis aventuras de James Bond e Indiana Jones. Atuações memoráveis de grandes estrelas como Al Pacino, Jack Nicholson e Sir Sean Connery.

Quantos filmes marcantes, grandes comédias, aventuras e alguns dramas que podemos rever com tranquilidade nos tempos atuais sentindo a mesma emoção de quase 30 anos atrás. O melhor de tudo isso é que tudo ficou melhor. A cada ano temos incríveis surpresas produzidas em diversos países.

Certa vez, um crítico, em seu livro, escreveu um pequeno parágrafo que destacava algumas características contidas em um filme. Em meio a isso, deixou claro que algumas delas podem se destacar, de forma positiva ou negativa, em alguns elementos apenas. Enquanto algumas se destacam pelo roteiro, outros pela atuação, cinematografia ou trilha sonora. Em alguns casos, disse ele, é necessário explorar a história, os personagens, em outros é necessário analisar a atuação e direção porque estão mais evidentes.

Exatamente por esse motivo, muitos poderão discordar da crítica pois representa uma opinião defendendo a visão pessoal sobre esses aspectos do filme. Tudo isso desenvolvido através de uma análise (as vezes difícil) dos elementos identificados com sua devida importância para despejar em palavras sua experiência com determinado filme ou série.

O crítico tem liberdade de escolher alguns aspectos da obra. Descrever todos os elementos minuciosamente explorados em detalhes precisos, é possível. Mas, o que tento geralmente é passar para o leitor o que foi destaque na obra, explorando a forma como o filme foi apresentado ao espectador comum. Por isso, repito, tudo que você vai encontrar por aqui é voltado para o verdadeiro público comum, que deseja encontrar naquela obra o que tanto procura. Não estou aqui para dar ênfase as falhas.

Aceite um conselho que tenho a oferecer: escolha 03 críticos. Faça uma busca na Internet por críticos brasileiros e estrangeiros. Acredito que a soma de 3 análises possa lhe dar uma breve referência. Mas, nunca deixe de assistir um filme pela crítica. Vá ao cinema e tire suas próprias conclusões. Viva esse momento como um simples espectador que busca acima de tudo emoção. Após isso, tenha certeza, você será o crítico.

Obrigado pela visita.