Dark (2017) | 1ª Temporada

Dark (2017) | 1ª Temporada

Dark provou que não é necessário um grande orçamento para produzir uma série de mistério e ficção científica com extrema qualidade. Todos os recursos disponíveis foram muito bem utilizados (diálogos, visual, trilha e trama). A fotografia, os cenários e figurinos foram impressionantes. Com uma cinematografia de encher os olhos, a direção de arte nos entregou um clima realmente sombrio, muito mais do que Stranger Things, por exemplo.

Com um roteiro brilhante, que responde suas dúvidas no tempo certo, em momento nenhum o espectador irá sentir-se sobrecarregado de informações complexas ou supostamente impossíveis, pois tudo está interligado e será esclarecido. A trama acontece em uma pequena cidade na Alemanha, Winden, que se destaca por abrigar uma Usina Nuclear (que está sendo desativada). Somos apresentados a um leque de personagens incríveis com personalidades bem peculiares, entre eles estão Jonas Kahnwald (Louis Hofmann), que sofre por não aceitar um suicídio na família e sua mãe Hannah (Maja Schöne) que torna-se amante de Ulrich Nielsen (Oliver Masucci), uma antiga paixão dos tempos de escola. Ulrich (melhor atuação) além de perder seu irmão quando ainda era adolescente, sofre mais um revés e inicia uma busca incessante e devastadora durante toda a série. A investigadora Charlotte Doppler (Karoline Eichhorn) acaba completamente perdida com casos inexplicáveis e ainda sofre com os problemas latentes do marido Peter (Stephan Kampwirth). Posso lhe dizer que são tantos personagens interessantes que tonariam este parágrafo enorme. No decorrer da trama, tudo se torna mais intenso, sombrio e misterioso fazendo de você um investigador, partindo para um confronto direto entre o passado, presente e o futuro.

Há uma trama separada? Não. Tudo está entrelaçado e ocorre de forma fácil, nunca forçado. Cada episódio me levou ao limite e é exatamente assim que se faz um bom suspense. Dark é uma produção alemã de encher os olhos com uma história que poderia até parecer simples, mas acredite em mim, não é. É facilmente uma das melhores que já vi em uma série de TV com eventos muito surpreendentes que exigem concentração em cada cena. Os criadores Baran bo Odar e Jantje Friese fizeram um bom trabalho.

Temos um vilão na série, Noah (Mark Waschke). Mas, para este ótimo personagem deixo apenas o mistério. Sobre à atuação, realmente não lembro de qualquer baixo desempenho, todas as performances foram boas, mas o grande destaque ficou para Oliver Masucci. Seu personagem tem todas as características necessárias para uma ótima trama, inclusive isolada. Mas, é exatamente o contrário e aí esconde-se o grande trunfo. Louis Hofmann também empolga, grande parte do mistério está em sua existência e ele consegue passar todo esse conflito com delicadeza concatenando sentimentos de angústia, sofrimento, coragem e medo.

A única semelhança com Stranger Things é realmente a criança desaparecida em uma pequena cidade. Dark mistura viagem no tempo e mistério, mas de forma única. Assusta, choca (principalmente em uma cena entre Ulrich e o pequeno Helge) e também diverte. Devido a trama muito intensa e todas as reviravoltas e surpresas, provavelmente você terá que assistir duas vezes para entender tudo. Porém, isso não será uma tarefa difícil. Cada episódio é melhor que o anterior e caminha em passos firmes ou dança no melhor ritmo. A tarefa mais complicada e angustiante é ter que esperar a próxima temporada. Assista DARK!

“Nós acreditamos que o tempo decorre de forma linear, que ele avança uniformemente para sempre. Até o infinito. Mas a diferença entre presente, passado e futuro não passa de uma ilusão. O ontem, o hoje e o amanhã não se sucedem, mas estão conectados em um círculo infinito. Tudo está conectado”.

Dark (2017). Criada por Baran bo Odar e Jantje Friese. Dirigida por Baran bo Odar. No elenco: Oliver Masucci, Karoline Eichhorn, Jördis Triebel, Louis Hofmann, Maja Schöne, Stephan Kampwirth, Daan Lennard Liebrenz, Andreas Pietschmann, Deborah Kaufmann, Peter Schneider e Mark Waschke. Alemanha. Duração por episódio: 60 minutos. 10 episódios todos disponíveis na Netflix.

Compartilhe: